Como participar

terça-feira, 21 de maio de 2013

Integrantes (Depoimentos de 2013)

Brenda

Brenda Mendes Lopes, 19 anos, cresci em Ipatinga-MG e estudo no Cefet e curso Engenharia de Controle e Automação. Conheci o Assum Prento através da seletiva de bolsas e me encantei com o comportamento familia que o grupo apresenta. A iniciativa de mudar o pensamento das pessoas através da cultura me encanta e admira. Desde quando entrei no grupo, fui muito bem acolhida e espero ajudar, cada vez mais, a mudar o conhecimento cultural da população.




 

 

 

Hudson



Meu nome é Hudson Silva Paolinelli Raposo, estou  no 3° período do curso de Engenharia de Controle e Automação no Cefet-MG. Sou da cidade de Luz-MG, muitas pessoas da região não vão conhecer pois é muito longe da Zona da Mata. Porém, esta distância não as diferenciam quanto suas cargas culturais, das quais me interesso muito. Tenho em mente o quanto a cultura raiz é importante para cada geração que se inicia, e que infelizmente muitas pessoas não tem acesso a esta. O Grupo Folclórico Assum Preto, assume uma parcela de contribuição para este problema, por meio de suas iniciativas, levar a cultura brasileira para Leopoldina e região. O acervo cultural que o grupo possui, é enorme. Para quem gosta de  historia e folclore já se sinta convidado para fazer visitas! Hoje faço parte deste grupo qu quero agradecer desde já,  as boas vindas e dizer que podem contar comigo! A caminhada é longa mas quando se tem ao lado pessoas diferentes e animadas como as do grupo, deixam o dia-a-dia com um sabor mais especial.
e desde meus primeiros dias de Assum, me fizeram sentir em casa,
Abraço!






Henrique

Meu nome é Henrique, tenho 23 anos, sou mineiro de Juiz de Fora, mas moro em Leopoldina desde 2008. Faço curso de Engenharia de Controle e Automação no CEFET e há alguns meses me tornei bolsista do projeto de Extensão Social Assum Preto.  O grupo proporciona momentos de lazer, é uma ótima forma de conhecer novas pessoas e fazer amizades, além de ter um papel extremamente relevante para a sociedade. Eu acho importante não extinguir as tradições de um povo e principalmente sua história. O grupo ajuda a mitigar a perda do que o brasileiro tem de melhor, que é a sua nacionalidade e permite resgatar uma cultura brasileira que está sendo esquecida e algumas vezes  até desconhecida por nós. 





Aline


Meu nome é Aline Gonçalves. Tenho 15 anos, estudo na E.E Luiz Salgado Lima. Comecei a participar do Grupo Assum Preto com o convite da minha prima, estou no grupo há um ano. Gosto muito de dançar, ler, assistir filmes e praticar handebol. Gosto do projeto, pois leva cultura a todos. Me relaciono bem com todos os integrantes.

Cássio


Quem sou eu?
"Só digo na presença do meu advogado" ipsakaskaspkasakspas. Tá, parei.
Eu me chamo Cássio Dias, apenas um qualquer. hahahahaha tá, parei. Mais conhecido como DIAS, tenho 18 anos e participo do Assum 1(um) ano.
Estudo na escola "Sebastião Silva Coutinho" entrei pro Assum através dos meus primos e gosto do Assum justamente por levar a cultura folclórica para todos.
CÁSSIO DIASS...



Rosa


Eu me chamo Rosa, sou casada com Afonso há 24 anos, tenho dois filhos lindos com ele, Fabio e Cecilia.
Trabalho com doces e bolos. Estou no Assum há 3 anos. No começo fui só para fazer companhia para meus filhos e com isso fui me entrosando com a turma e quando vi estava no grupo, isto foi tudo de bom.


Helen


Quem sou eu?
A garota da foto, quem me descreve se limita...
(kkkkk só para descontrair).
Eu me chamo HELLEN DIAS, tenho 10 anos, estou no Assum há seis meses. Gosto muito de dançar, me divertir e outras coisas.
Já participei de outro grupo de dança além do Assum.
Gosto do Assum porque é muito legal e quem faz parte dele merece BRILHAR, assim como EU.
HELLEN DIAS.

Fabio

Eu me chamo Fabio Fernando, tenho 16 anos, estudo no Salgado Lima e estou no Assum há 3 anos com a minha família: pai, mãe e Irmã.
Comecei fazendo companhia para a minha Irmã e acabei me entrosando com os integrantes do grupo e hoje eu amo fazer parte do Assum.


Cecilia


Eu me chamo Cecilia Carvalho, tenho 15 anos e estou no Primeiro ano do ensino médio na Escola Estadual Luiz Salgado Lima. Fiquei sabendo do Assum Preto por meio de uma amiga e decidi conhecer o grupo. Então, aqui estou eu, fazendo parte do Assum Preto há três anos. Brincando e dançando é que estou aprendendo um pouco mais sobre a cultura brasileira que infelizmente é pouco divulgada. Estou adorando fazer parte da família Assum Preto.






Adriano


Meu nome é Adriano, tenho 17 anos e participo do Assum há dois e meio. Nesse tempo aparentemente pequeno já vi três gerações passarem e presumo uma quarta se formando.
Participo da parte instrumental do grupo, toco violão e tenho conhecimentos básicos em alguns outros.
Entrei no grupo sob influência de minha irmã que já havia participado anos antes, fiquei curioso para saber do que o grupo se tratava o que fazia, e vim conhecer. Fui muito bem recebido e quis continuar. Depois de certo tempo eu era a pessoa com mais experiência no instrumental então comecei a coordenar essa parte.
Hoje, sou bolsista do grupo e desenvolvo projetos na área da música, como por exemplo, o de iniciação musical, onde ofereço aulas de violão, bem como de outros instrumentos para pessoas da instituição interessados em aprender algo novo.
Gosto do que faço no Assum, aqui temos liberdade de expressar nossas opiniões onde o feito é melhor que perfeito. Me divirto com as pessoas daqui e tenho certeza que quando chegar a hora que terei que sair sentirei saudades de cada puxão de orelha, de cada apresentação, de cada viagem, e com mais certeza ainda de cada participante, colega, amigo que construí ao longo desse tempo. Fico feliz e sou grato por ter participado da história desse grupo que sobrevive dentro da cidade de Leopoldina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário