Como participar

quinta-feira, 29 de agosto de 2019

Pesquisas Folclóricas

   Os documentos abaixo relacionados (pesquisas, apostilas, entrevistas, matérias de jornais e revistas) compõem o patrimônio imaterial do Projeto. Tais documentos foram organizados por áreas, que constituem o fato folclórico, para facilitar o acesso à informação e não abarcam todo o conhecimento relativo ao tema.

Folclore em Geral

Elementos Formadores do Folclore Brasileiro

Índios

Afrodescendentes
1. O Negro
2. Abolição da Escravatura no Brasil
3. Foco na Escravidão
4. 100 Anos  de Abolição depois de 300 de Escravidão
5. A Presença Negra no Brasil
6. África: Berço da Humanidade I
7. África: Berço da Humanidade II
8. A Negritude Revisitada
9. Zumbi: Ascenção e Queda dos Palmares
10. As Dimensões do Preconceito Racial

Europeus
1. Brancos
2. Imigrantes Italianos em Leopoldina

segunda-feira, 24 de junho de 2019

Importância do Projeto de Extensão Social Grupo Folclórico Assum Preto no CEFET e Região



O Grupo Folclórico Assum Preto, fundado em 1984, existe e sobrevive na cidade de Leopoldina há 35 anos. Está vinculado há 25 anos ao Campus III-Leopoldina, mas é parceiro da instituição desde sua fundação, tornou-se Projeto de Extensão Social em 2006 e primeiro projeto de extensão social do CEFET de Minas Gerais.
Desde sua fundação até os dias de hoje o Projeto já contou com mais de 600 componentes e até 2018 já atingiu mais de 230 mil pessoas. O Assum Preto conta hoje com um acervo de 67 livros sobre a cultura brasileira; 527 textos, pesquisas orais e bibliográficas; 195 discos de vinil, CD's e DVD's; 350 GB de fotos e vídeos, 332 figurinos referentes a 19 tipos de danças folclóricas, 45 instrumentos musicais e 17 eletroeletrônicos.
O objetivo principal de um projeto de extensão é a troca de conhecimentos entre a instituição e comunidade externa, promovendo a cidadania e entendendo que ensino, pesquisa e extensão são atividades indissociáveis, que, quando trabalhadas em equilíbrio produzem ações que contribuem tanto para o desenvolvimento cidadão e profissional do estudante como para a melhoria e transformação da realidade. Com isso, conhecem as necessidades, anseios, aspirações e saberes da comunidade, socializando e democratizando o conhecimento.
Através deste resumo de objetivos das atividades de extensão, o Assum Preto vêm cumprindo muito bem tais propostas para com a comunidade Leopoldinense e região. Dentro de sua alçada no âmbito cultural o projeto tem como objetivo pesquisar, registrar e divulgar a cultura brasileira através da dança, música, poesia e linguagem cênica. Realiza duas horas/aula/semana para o grupo de dança e duas horas/aula/semana para o grupo instrumental. Na dança os componentes aprendem aos 19 tipos de danças, não só a prática como também toda sua história, sua representatividade e qual significado para seu povo e região. No instrumental o Grupo disponibiliza aulas iniciais de 10 tipos de instrumentos musicais e contém um conjunto de jovens músicos experientes onde desenvolvem covers de músicas folclóricas referentes aos tipos de danças. Os alunos do CEFET Leopoldina trabalham em conjunto com o público externo no Projeto. O Grupo realiza apresentações gratuitas em escolas, eventos particulares, públicos, palestras e oficinas.
O Grupo Folclórico Assum Preto é de suma importância para o Campus III, pois é o único Projeto de cunho cultural e social, que desenvolve verdadeiramente a extensão na instituição por cumprir rigorosamente seus objetivos e é o único projeto que oferece à comunidade interna um espaço para se vivenciar a arte. Para Leopoldina, o Assum Preto é um dos três grupos de danças gratuito e aberto à comunidade. Com toda experiência adquirida nesses anos de Projeto, verifica-se a importância e o razão de se trabalhar com arte, pois na prática a arte é fonte de estímulo à criatividade, à expressão, ao autodescobrimento e à cultura. É capaz de promover desbloqueios emocionais, melhorar a autoestima e potencializar nossas relações sociais.  Tudo isso é fundamental para a qualidade de vida.
A arte nos dá um entendimento de mundo mais amplo, ela é um meio de comunicação entre as pessoas e os povos, nos capacita à compreender melhor a vida e nos proporciona a integração entre os aspectos racionais, emocionais e corporais. Conhecer o folclore que é praticado em nossas regiões é fundamental para construirmos a nossa própria identidade e valorizarmos a diversidade.